Notícias
Sistema de logística reversa de medicamentos domiciliares de uso humano, vencidos ou em desuso e suas embalagens

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, logística reversa consiste em um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta dos resíduos sólidos e sua restituição ao setor empresarial. Ou seja, a logística reversa evita diversas formas de poluição.

Na área farmacêutica, o termo significa que o medicamento domiciliar rejeitado pelo consumidor retornará para sua cadeia de produção e distribuição, a fim de ter um descarte final ambientalmente adequado.

Pelo Decreto nº 10.388/2020, que regulamenta a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), medicamentos domiciliares vencidos ou em desuso devem ser deixados em farmácias com coletores.

No Estado de São Paulo, há cerca de 1.400 pontos de descarte. Confira a lista completa com os endereços e tenha mais informações no site Logística Reversa.

A PróGenéricos apoia essa ideia.